Index   Back Top Print

[ DE  - EN  - ES  - FR  - IT  - PT ]

PALAVRAS DO PAPA BENTO XVI
A UMA DELEGAÇÃO DA BULGÁRIA
POR OCASIÃO DA FESTA DOS SANTOS
APÓSTOLOS CO-PADROEIROS DA EUROPA
CIRILO E METÓDIO*

Sexta-feira, 22 de Maio de 2009

 

Senhor Presidente
Senhoras e Senhores
Membros da Delegação
Veneráveis Representantes da Igreja ortodoxa
e da Igreja católica

É-me particularmente agradável dirigir a cada um de vós as minhas saudações mais cordiais, neste encontro que se realiza por ocasião da festa anual dos Santos Cirilo e Metódio. Nesta feliz circunstância, gostaria de renovar os meus sentimentos de amizade pelo amado povo búlgaro, cujas raízes espirituaiscomo o testemunha de novo a vossa visita hodierna mergulham na pregação dos Santos co-padroeiros da Europa. Saúdo cada um de vós com deferência e estendo estes sentimentos às autoridades e a todo o povo búlgaro, assim como aos responsáveis e aos fiéis da Igreja ortodoxa e da Igreja católica presentes na vossa amada terra.

Este encontro oferece-nos a oportunidade de pensar novamente na obra evangélica e social levada a cabo por estas duas insignes testemunhas do Evangelho, que foram os Santos Cirilo e Metódio. A sua herança espiritual marcou a vida dos povos eslavos:  o seu exemplo corroborou o testemunho e a fidelidade de inúmeros cristãos que, ao longo dos séculos, consagraram a sua existência à difusão da mensagem da salvação, abrindo ao mesmo tempo à construção de uma sociedade justa e solidária. Possa o seu testemunho espiritual permanecer vivo na vossa nação para que também a Bulgária, haurindo desta fonte de luz e de esperança, contribua com eficácia para construir uma Europa que permaneça fiel às suas raízes cristãs. Os valores da solidariedade e da justiça, da liberdade e da paz, hoje constantemente reafirmadas, encontram com efeito ainda mais força e firmeza no ensinamento eterno de Cristo, traduzido na vida dos seus discípulos de todos os tempos.

Trata-se de sentimentos que gostaria de manifestar a cada um de vós, enquanto vos asseguro a minha estima e a minha proximidade espiritual. Tende também a certeza de que a Santa Sé continua a acompanhar com simpatia o progresso da vossa nação e o compromisso de todos aqueles que trabalham para o seu bem.

Invoco do íntimo do coração sobre cada um de vós a abundância das Bênçãos divinas.


*L'Osservatore Romano. Edição semanal em português n. 22 p. 8.

 

© Copyright 2009 - Libreria Editrice Vaticana

 



© Copyright - Libreria Editrice Vaticana