Index   Back Top Print

[ DE  - EN  - ES  - IT  - PT ]

PALAVRAS DO PAPA BENTO XVI
A UMA DELEGAÇÃO DA MACEDÓNIA
POR OCASIÃO DA FESTA DOS SANTOS
APÓSTOLOS CO-PADROEIROS DA EUROPA
CIRILO E METÓDIO*

Sexta-feira, 22 de Maio de 2009

 

Senhor Presidente
Ilustres membros da Delegação
Veneráveis Irmãos da Igreja ortodoxa e da Igreja católica

Apraz-me dar-vos as boas-vindas novamente este ano, por ocasião da memória litúrgica dos Santos Cirilo e Metódio. Estou feliz pelo facto de que durante a vossa visita para prestar homenagem aos co-padroeiros da Europa, vós manifestastes o desejo de me encontrar, uma ocorrência que já se tornou uma tradição. Estou-vos grato por este gesto de amabilidade e faço extensiva a cada um de vós as minhas sinceras boas-vindas e o meu apreço pelos sentimentos que vós trazeis a este encontro. Dou especiais boas-vindas às autoridades e a toda a população da ex-República Jugoslava da Macedónia. Transmito também as minhas calorosas saudações aos fiéis e a todos aqueles que têm responsabilidades pastorais no vosso país. Aproveito este ensejo para expressar os sentimentos de estima e de amizade que unem a Santa Sé ao amado povo macedónio.

A celebração anual da festa dos Santos Cirilo e Metódio, mestres da fé e apóstolos dos povos eslavos, convida todos nós que estamos unidos pela única fé em Jesus Cristo, a contemplar o seu heróico testemunho evangélico. Ao mesmo tempo, somos desafiados a conservar o património de ideais e valores que eles transmitiram com palavras e acções. Efectivamente, esta é a contribuição mais preciosa que os cristãos podem oferecer para a construção de uma Europa do terceiro milénio, que aspira a um futuro de progresso, justiça e paz para todos.

A vossa pátria amada, caracterizada pela influência destes dois grandes Santos, procura tornar-se cada vez mais um lugar de encontro pacífico e de diálogo entre os numerosos sectores sociais e religiosos do país. A minha esperança, que renovo hoje com todo o meu coração, é de que vós possais continuar a progredir ao longo deste caminho. Enquanto invoco a protecção divina sobre as autoridades da vossa nação, às quais renovo a proximidade da Sé Apostólica, desejo assegurar-vos a minha estima e amizade pessoal.

Uma vez mais, estendo os meus calorosos bons votos a cada um de vós neste dia de festa, e ofereço as minhas preces ardentes ao Senhor, tanto por vós que estais hoje aqui presentes, como também por todo o povo macedónio.


*L'Osservatore Romano. Edição semanal em português n. 22 p. 8.

 

© Copyright 2009 - Libreria Editrice Vaticana

 



© Copyright - Libreria Editrice Vaticana