Index   Back Top Print

[ EN  - FR  - IT  - PT ]

ENCONTRO COM AS AUTORIDADES CIVIS E MILITARES
COM AS COMUNIDADES RELIGIOSAS
E OS ADIDOS DOS DIVERSOS SERVIÇOS REALIZADOS
DURANTE O PERÍODO DE SUA PERMANÊNCIA DE VERÃO

DISCURSO DO PAPA BENTO XVI

Palácio Apostólico de Castel Gandolfo, Sala dos Suíços
Quinta-feira
, 1 de Outubro de 2009

 

Queridos irmãos e irmãs

Está para terminar também este ano o período de Verão que habitualmente transcorro na residência de Castel Gandolfo. Estes meses ofereceram-me a oportunidade de constatar de perto a dedicação generosa e o compromisso competente que muitas pessoas assumem para assegurar toda a assistência a mim e aos meus colaboradores, aos hóspedes e aos peregrinos que me vêm visitar, especialmente aos domingos, para o tradicional encontro do Angelus. Por tudo isto, renovo a minha sincera gratidão a cada um de vós, no momento em que me despeço desta bonita e risonha localidade, que me é querida.

Saúdo e agradeço em primeiro lugar ao Bispo de Albano Laziale, D. Marcello Semeraro, ao pároco e à comunidade paroquial de Castel Gandolfo, juntamente com as diversas comunidades religiosas que aqui vivem e trabalham. Através de vários encontros, é-me dado constatar a tensão espiritual que anima toda a Igreja local de Albano, que encorajo a progredir com renovado entusiasmo no anúncio e no testemunho do Evangelho.

Depois, dirijo uma deferente saudação ao Senhor Presidente da Câmara Municipal e aos componentes da Administração do Município, que trabalham sempre para facilitar, no âmbito das suas competências, a minha estadia aqui em Castel Gandolfo. Enquanto vos agradeço a profícua colaboração que ofereceis durante o ano inteiro à Direcção das Vilas Pontifícias, é de bom grado que aproveito esta ocasião para manifestar os sentimentos do meu carinho e do meu reconhecimento a toda a população de Castel Gandolfo.

Dirijo-me agora aos dirigentes e aos adidos dos diversos Serviços do Governatorato, a começar pelo Corpo da Gendarmaria, a "Floreria" e os Serviços técnicos. Prezados amigos, também aqui em Castel Gandolfo posso apreciar a abnegação que vos distingue no vosso trabalho ao serviço do Sucessor de Pedro.Avóse às vossas famílias, garanto uma recordação constante na oração. Dirijo com profunda cordialidade a minha saudação reconhecida à Pontifícia Guarda Suíça, cuja presença no Palácio Apostólico e nos encontros do Papa com os peregrinos contribui visivelmente para oferecer aos visitantes uma hospitalidade ainda mais eficaz.

Enfim, dirijo um pensamento de gratidão sincera aos funcionários e aos agentes das diversas Forças da Ordem italianas, pela sua colaboração constante, assim como aos oficiais e aos aviadores do 31ª esquadrão da Aeronáutica Militar. Estou grato a todos pelo seu serviço qualificado, que contribui para tornar tranquila a minha estadia, bem como a dos meus colaboradores, e que me é muito útil nas minhas viagens de helicóptero.

Estimados irmãos e irmãs, reitero a todos mais uma vez o meu agradecimento do fundo do coração. Hoje, a Igreja recorda Santa Teresa do Menino Jesus, carmelita do mosteiro de Lisieux. O seu testemunho demonstra que somente a palavra de Deus, acolhida e compreendida nas suas exigências concretas, se torna manancial de vida renovada. À nossa sociedade, muitas vezes imbuída de uma cultura racionalista e de um materialismo prático difundido, a pequena Teresa de Lisieux indica, como resposta às grandes interrogações da existência a "pequena via", que ao contrário olha para a essência das coisas. É a vereda humilde do amor, capaz de abarcar e dar sentido e valor a toda a vicissitude humana. Caros amigos, segui o exemplo desta Santa; o caminho por ela percorrido está ao alcance de todos, porque é a senda da confiança total em Deus, que é Amor e nunca nos abandona.

Mais uma vez, obrigado pela vossa presença neste encontro; agradeço de modo especial àqueles que se fizeram intérpretes dos vossos sentimentos. Confio todos vós à protecção materna da Virgem Maria, e concedo-vos de coração a Bênção Apostólica, assim como às vossas famílias e aos vossos entes queridos.

© Copyright 2009 - Libreria Editrice Vaticana



© Copyright - Libreria Editrice Vaticana