Index   Back Top Print

[ EN  - ES  - FR  - IT  - PT ]

DISCURSO DO PAPA BENTO XVI
NO FINAL DA PROJECÇÃO DO FILME
REALIZADO PELA RÁDIO BÁVARA
SOBRE OS CINCO ANOS DE SEU PONTIFICADO

Sala dos Suíços do Palácio Apostólico de Castel Gandolfo
Quinta-feira, 29 de Julho de 2010

 

Eminência
Excelências
Prezado professor Fuchs
Estimado senhor Mandlik
Caros amigos
Senhoras e senhores

Neste momento, posso apenas manifestar o meu agradecimento à Rádio bávara, por esta extraordinária viagem espiritual, que nos permitiu reviver e rever os momentos determinantes e culminantes destes cinco anos do meu serviço petrino e da vida da própria Igreja.

Para mim, pessoalmente, foi muito comovedor rever determinados momentos, principalmente aquele em que o Senhor impôs o serviço petrino sobre os meus ombros. Um fardo que ninguém poderia carregar sozinho, com as próprias forças, mas que somente consegue fazê-lo porque o Senhor nos sustém e me sustém. Parece-me que neste filme nós pudemos ver a riqueza da vida da Igreja, a multiplicidade das culturas, dos carismas e das diversificadas dádivas que existem na Igreja, e como nesta multiplicidade e nesta grande diversidade vive sempre a mesma e única Igreja. E o primado petrino tem este mandato de tornar visível e concreta a unidade, na multiplicidade histórica, concreta, na unidade do presente, do passado, do futuro e do eterno.

Vimos que também nos dias de hoje a Igreja, não obstante padeça muito, como sabemos, todavia é uma Igreja jubilosa, não constitui uma Igreja envelhecida, mas vimos que a Igreja é jovem e que a fé cria alegria. Por este motivo, achei muito interessante, uma bonita ideia, inserir tudo na moldura da nona sinfonia de Beethoven, da "Ode à alegria", que expressa como por detrás de toda a história existe o júbilo da nossa redenção. Na minha opinião, é também bonito que o filme tenha terminado com a visita à Mãe de Deus, que nos ensina a humildade, a obediência e a alegria de que Deus está connosco.

Dirijo uma cordial saudação, "Deus vos recompense", a vós estimado senhor professor Fuchs e prezado senhor Mandlik, assim como a todos os vossos colaboradores, enquanto vos agradeço este magnífico momento que nos proporcionastes.

 

© Copyright 2010 - Libreria Editrice Vaticana

 



© Copyright - Libreria Editrice Vaticana