Index   Back Top Print

[ DE  - EN  - ES  - FR  - IT  - PT ]

DISCURSO DO PAPA FRANCISCO
AOS PEREGRINOS DA BAVIERA EM AGRADECIMENTO
PELO DOM DA ÁRVORE DE NATAL
 PARA A PRAÇA DE SÃO PEDRO

Sexta-feira, 13 de Dezembro de 2013

 

Prezados irmãos e irmãs

É com prazer que vos recebo no dia em que é apresentada a árvore de Natal, um pinheiro que este ano provém da cidade bávara de Waldmünchen, trazendo um típico sinal natalício à praça de São Pedro. Dirijo a minha saudação cordial a cada um, a começar pelo Presidente da Câmara daquela pequena cidade. Além disso, saúdo as demais Autoridades civis, de modo particular a Senhora Ministra e o Senhor Subsecretário, acompanhado das Delegações e dos Membros da Embaixada da República Federal da Alemanha junto da Santa Sé. Saúdo com afecto fraternal o Bispo de Regensburg e o Bispo de Plze?, Diocese confinante na República Checa. Sim, porque esta árvore é «internacional»! Ela cresceu precisamente nos arredores da fronteira entre a Alemanha e a República Checa. Obrigado pela vossa presença!

Esta tarde, depois da cerimónia de entrega oficial, serão acesas as luzes que decoram a árvore de Natal. Este pinheiro majestoso permanecerá ao lado do Presépio até à conclusão das festividades natalícias e será admirado pelos romanos e pelos peregrinos e turistas de todas as partes do mundo. Amados amigos, obrigado por esta árvore grandiosa e pelas outras de menor dimensão, destinadas a vários ambientes da Cidade do Vaticano. Com estes dons, tão apreciados, vós quisestes manifestar a proximidade espiritual e a amizade que unem a Alemanha inteira e de modo particular a Baviera, à Santa Sé, no sulco da tradição cristã que fecundou a cultura, a literatura e a arte da vossa Nação e da Europa inteira. Com a minha oração estou próximo de vós e acompanho o caminho das vossas comunidades cristãs e todo o povo alemão.

Nesta bonita ocasião, faço votos de coração a todos vós aqui presentes e aos vossos concidadãos e compatriotas, a fim de que transcorrais o Natal do Senhor com serenidade. No Natal volta a ressoar em todos os lugares o alegre anúncio do anjo aos pastores de Belém: «Hoje nasceu para vós na Cidade de David um Salvador, que é Cristo Senhor» (Lc 2, 11). Aqueles pastores — diz o Evangelho — foram envolvidos por uma luz resplandecente. Também hoje Jesus continua a dissipar as trevas do erro e do pecado, para trazer à humanidade a alegria da fulgurante luz divina, da qual a árvore de Natal é sinal e evocação. Deixemo-nos envolver pela luz da sua verdade, porque «a alegria do Evangelho enche o coração e a vida inteira daqueles que se encontram com Jesus» (Exortação Apostólica Evangelii gaudium, 1).

Renovo de coração a cada um de vós os meus mais fervorosos bons votos de Feliz Natal, enquanto vos peço que os transmitais às vossas famílias e a todos os vossos compatriotas. Peço-vos, por favor, que rezeis por mim, enquanto de bom grado invoco sobre todos os vós a Bênção do Senhor. Que o Senhor vos abençoe e vos preserve, tanto a vós, como as vossas famílias, a vossa Pátria e o mundo inteiro. Assim seja!

 



© Copyright - Libreria Editrice Vaticana