Index   Back Top Print

[ ES  - IT  - PT ]

 

PAPA JOÃO PAULO II

REGINA CAELI

Domingo, 29 de Abril de 1984

 

1. Hoje é o quarto domingo do período pascal.

Igreja inteira dá graças ao Senhor, Crucificado e Ressuscitado, porque é o Bom Pastor; porque "conhece as suas ovelhas e as suas ovelhas O conhecem" (cf. Jo. 10, 14); porque "dá a vida pelas ovelhas" (Jo. 10, 11).

A Ele damos graças, em particular, pelo dom do Jubileu Extraordinário da Redenção, no qual a Igreja toda participou: enquanto nalgumas comunidades ele é ainda prolongado pedido das respectivas Conferências Episcopais.

Jesus Cristo é a porta das ovelhas.

A Ele damos graças por todos os que, por Ele, entram no caminho da salvação. Ele veio ao mundo "para que tenham vida, e a tenham em abundância" (Jo. 10, 10).

2. A Vós, Cristo Ressuscitado, Bom Pastor, desejo hoje dar glória com especial intensidade após a conclusão da visita apostólica no Extremo Oriente e na Oceânia.

Reservando-me retornar a este tema, desejo desde já renovar o meu vivo agradecimento às Autoridades civis, aos Bispos, aos Sacerdotes, aos Religiosos e às Religiosas e às queridas populações da Coreia, de Papua-Nova Guiné, das Ilhas Salomão e da Tailândia pelas repetidas manifestações de cortesia, de afecto e de fé que quiseram reservar-me durante esta viagem pastoral e missionária.

Ó Cristo, sede para todos os nossos Irmãos e Irmãs daqueles Países distantes, a Porta das Ovelhas!

Que eles entrem por Vós no caminho da salvação e da vida eterna!

Convosco, Mãe do Ressuscitado, desejamos compartilhar esta particular alegria pascal.

3. Neste domingo a Igreja celebra o Dia Mundial de Orações pelas Vocações. O Senhor, que recordamos no Evangelho sob a imagem do Bom Pastor, hoje nos repete o angustiante  lamento: "A messe é grande, mas trabalhadores são poucos" (Mt. 9, 36-37). Ele pede a todos colaboração e empenho para que não faltem ministros do Evangelho e dos Sacramentos da fé, para que existam sempre homens e mulheres decididos consagrar-se inteiramente ao serviço de Deus e do seu povo. De modo especial neste dia, não deixemos de orar e de trabalhar por esta intenção e por esta causa que afectam o coração mesmo da Igreja.

4. Hoje é o dia 13 de Maio. Nesta data para mim tão significativa, meu pensamento dirige-se a Fátima para renovar a Maria a expressão meu afecto e da minha gratidão pela sua materna protecção.

O aniversário da primeira aparição em Fátima deve ser para todos um convite a acolherem o apelo à conversão, à penitência e à oração, que Nossa Senhora nos dirige, fazendo eco às palavras de Cristo: "Arrependei-vos, e acreditai na Boa Nova (Mc. 1, 15).

Rezemos por que os homens hoje não permaneçam insensíveis durante a angustiada insistência Mãe comum.

 


Depois do Regina Caeli

Celebra-se hoje a festa do Dia das Mães. A cada uma delas apresento meus votos de paz, de serenidade, de alegria, desejando que os membros da família sempre encontrem nela um exemplo de ternura e incansável dedicação. A todos a minha Bênção.

 



© Copyright - Libreria Editrice Vaticana