Index   Back Top Print


MENSAGEM DO PAPA JOÃO PAULO II
ASSINADA PELO CARDEAL ANGELO SODANO 
 POR OCASIÃO DA
XIX JORNADA MUNDIAL DA ALIMENTAÇÃO

15 de Outubro de 1999

 

Senhor Director-Geral

 Por ocasião da Jornada Mundial da Alimentação, Sua Santidade o Papa João Paulo II encarregou-me de transmitir o seu encorajamento a todos os membros da sua Organização, pela sua acção em favor de quantos sofrem de fome no mundo.

O tema escolhido neste ano, «Os jovens contra a fome», manifesta a intenção de todos vós de exortar os jovens a empenharem-se de modo cada vez mais resoluto na luta contra a fome, assim como por uma maior justiça na distribuição dos benefícios do desenvolvimento e por uma maior solidariedade entre as nações, perspectiva que constitui um dos objectivos principais da FAO. Esse convite é particularmente oportuno ao aproximar-se o Grande Jubileu do Ano 2000, uma vez que permite concretizar a aspiração à paz, comum a todos os povos do mundo. Num certo sentido, ele é um eco da mensagem que o Concílio Vaticano II dirigira aos jovens, a fim de que recolhessem «o facho das mãos dos (seus) antepassados», para construir a sociedade de amanhã.

A Igreja encoraja os protagonistas da sociedade a estarem sempre mais atentos às pessoas e aos povos, no respeito da dignidade, da liberdade e dos direitos de cada um. Ela tem confiança nos jovens que, portadores de um ideal, repletos de energia e desejosos de «dilatar» o próprio coração às dimensões do mundo, saberão fazer gestos proféticos e criar cadeias de solidariedade e de fraternidade, a fim de que amanhã já nenhum ser humano sofra, nem permaneça na miséria ou seja excluído das redes económicas e relacionais. Também o Papa exorta os jovens a agirem com maior firmeza a favor dos pobres da terra, de quantos têm fome, dos necessitados e dos marginalizados. É uma questão de justiça e de caridade, sem as quais o mundo perderia o seu sentido do homem e não poderia edificar a paz. Com efeito, a presença sobre a nossa terra de milhões de pessoas que ainda sofrem por causa da subalimentação é insuportável para a humanidade. Representa, além disso, uma ameaça verdadeira e permanente para a paz.

Sua Santidade convida, portanto, os jovens que aspiram a viver num mundo de fraternidade e de paz, a agirem em toda a circunstância por amor ao próximo, a fim de criarem as condições para a paz, a qual os jovens devem tornar a sua amiga preferida, que vive com eles numa invisível amizade (cf. Santo Agostinho, Sermões 357, n. 1).

É importante atrair a atenção dos homens e das mulheres do nosso tempo para a necessidade de vigiar sobre a boa administração e a correcta utilização da criação; compete-lhes educar os jovens para as realidades do planeta, despertar neles o sentido da dignidade do trabalho manual, em particular do agrícola, ensinar-lhes a consumir com moderação os recursos da nossa terra, a fim de a preservarem para as gerações futuras.

Nesta Jornada Mundial da Alimentação, o Santo Padre invoca as Bênçãos de Deus omnipotente sobre os representantes das Nações junto da FAO, sobre as pessoas que trabalham no âmbito dessa Organização e sobre quantos se unem à sua acção. Feliz por lhe transmitir esta mensagem da parte de Sua Santidade, receba, Senhor Director-Geral, a expressão da minha mais alta consideração. 

 

Card. ANGELO SODANO 
Secretário de Estado



© Copyright - Libreria Editrice Vaticana