Index   Back Top Print


VIAGEM APOSTÓLICA DO SANTO PADRE AOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA

 ENCONTRO COM OS FIÉIS NA CATEDRAL DE SANTA CRUZ

DISCURSO DO PAPA JOÃO PAULO II

Boston, 1 de Outubro de 1979

 

Caríssimo Cardeal Medeiros, queridos irmãos e irmãs em Cristo

Neste primeiro dia da minha visita pastoral aos Estados Unidos da América, é grande alegria para mim vir a esta cidade de Boston e poder encontrar-me com a comunidade católica, agora nesta Catedral, e depois, esta tarde, no parque público. É a primeira vez na história que um Sucessor de Pedro vem ao meio de vós. Nesta ocasião quero prestar homenagem à Santíssima Trindade em cujo nome venho até vós. Faço minha a saudação do Apóstolo Paulo aos Coríntios: A vós que fostes santificados em Cristo Jesus, chamados a ser santos juntamente com todos aqueles que em toda a parte invocam o nome do Senhor Nosso Jesus Cristo, Senhor Nosso e deles: graças a vós e paz da parte de Deus e de Nosso Senhor Jesus Cristo (1 Cor 1, 2-3).

O meu cordial agradecimento a Vossa Eminência, Senhor Cardeal Medeiros, Arcebispo de Boston, pelo seu acolhimento. Na sua igreja catedral é-me grato poder renovar-lhe a expressão da minha profunda estima e amizade. Saudações afectuosas também aos Bispos Auxiliares e a todo o clero quer diocesano quer religioso. Vós sois meus irmãos sacerdotes, em virtude do Sacramento da Ordem. Pelo vosso sacerdócio, vós sois também o dom de Deus à comunidade cristã. E, como sois servidores do Evangelho, deveis estar sempre junto do povo e dos seus problemas. Dado que participais do sacerdócio de Cristo, a vossa presença no mundo será sempre caracterizada pelo zelo de Cristo, por ele vos ter eleito a fim de que possais edificar o seu Corpo, a Igreja (Cfr. Ef  4, 12).

Desejo fazer extensiva a minha bênção a vós, Irmãos e Irmãs Religiosos, que consagrastes a vossa vida a Jesus Cristo. Oxalá possais sempre encontrar alegria no seu amor. E a todos vós, leigos desta diocese, que estais unidos ao vosso Cardeal e ao vosso Clero numa missão comum, abro o meu coração no amor e na confiança. Vós sois quem trabalha para a evangelização na realidade da vida quotidiana, e testemunhais o amor de Cristo no serviço que prestais aos vossos irmãos, homens e mulheres, a começar pelas vossas famílias.

A todos quero dizer que me sinto muito grato de estar no meio de vós. Rezo por cada um de vós, pedindo-vos que permaneçais sempre unidos em Jesus Cristo e na sua Igreja, a fim de que juntos possamos "manifestar ao mundo a nossa unidade: no anúncio do mistério de Cristo, ao revelar a dimensão, divina e juntamente humana, da Redenção, ao lutar com incansável perseverança pela dignidade que alcançou cada homem e pode alcançar continuamente em Cristo" (Redemptor hominis, 11). Oxalá esta Catedral, dedicada à Santa Cruz de Jesus, nos recorde a grandeza do nosso chamamento, porque, mediante o mistério da Encarnação e o Sacrifício redentor de Jesus na cruz, nós participa-mos nas imperscrutáveis riquezas de Cristo (Ef 3, 8).

Da Catedral envio a minha saudação a toda a população desta cidade de Boston: de modo particular àqueles que por qualquer motivo estão oprimidos pelo sofrimento; aos doentes, aos internados, aos marginalizados da sociedade, àqueles que perderam a fé em Deus e nos outros homens. A todos, trago eu uma mensagem de esperança e de paz — a esperança e a paz de Cristo Jesus. Para Ele, cada ser humano tem valor e dignidade imensa, e n'Ele encontram-se todos os tesouros da justiça e do amor.

Nesta cidade de Boston saúdo uma comunidade que, através das vicissitudes da história, sempre conseguiu mudar, embora permanecendo fiel a si mesma uma comunidade onde homens de ambientes diversos, de diversas crenças, raças e convicções, souberam encontrar soluções justas para os seus problemas e criaram uma família onde a dignidade humana de cada um é respeitada. Em honra dos cidadãos de Boston, que herdaram uma tradição de amor e solicitude fraterna, quereria eu recordar as palavras de um dos fundadores desta cidade. Enquanto navegavam rumo à América, que seria a sua nova pátria, ele disse aos seus companheiros colonos: "Devemos amar-nos fervorosamente com coração puro; devemos levar os pesos uns dos outros". Estas palavras tão simples revestem significado profundo para a nossa vida a nossa vida de irmãos em Jesus Cristo.

A paz de Deus desça sobre esta cidade de Boston e traga alegria a cada consciência, alegria a cada coração!

 

© Copyright 1979 - Libreria Editrice Vaticana

 



© Copyright - Libreria Editrice Vaticana

<