Index   Back Top Print

[ IT  - PT ]

 

PALAVRAS DO PAPA JOÃO PAULO II
NA SAUDAÇÃO  DE DESPEDIDA DA IMAGEM
 DE NOSSA SENHORA DE FÁTIMA

Basílica de São Pedro
25 de Março de 1984

 

Irmãos e Irmãs

Antes que se encerre esta permanência da imagem na Basílica de São Pedro, deixai-me dizer uma palavra de agradecimento.

Quero agradecer-Vos, Mãe de Cristo, Nossa Senhora de Fátima, ter-nos dado esta honra, hoje, terceiro Domingo da Quaresma, dia do Jubileu das Famílias; ter-nos visitado num dia tão cheio da nossa fé e da nossa esperança. Como Bispo de Roma, quero agradecer-Vos, Mãe de Cristo, Nossa Senhora de Fátima, esta Vossa visita à Basílica de São Pedro, num dia em que esta Basílica e esta praça, repleta de peregrinos do Ano Santo da Redenção, puderam assistir a um solene, profundamente sentido, direi sofrido, acto de entrega, acto dirigido ao Vosso Coração Imaculado e, em Vós, dirigido ao Vosso Filho, Redentor do mundo, Redentor do homem. Temos confiança neste Vosso Coração Imaculado, Coração materno, porque neste Vosso Coração O tivestes como mãe. Temos confiança neste Vosso Coração materno, porque abraçais com este Coração todos os Seus discípulos, ou melhor, todos os homens.

Quisemos, hoje, confiar os destinos do mundo, dos homens e dos povos ao Vosso Coração Imaculado para chegarmos ao centro mesmo do mistério da Redenção, do mistério que é mais forte do que todos os pecados do homem e do mundo, do mistério em que se pode vencer o pecado nas suas diversas formas e iniciar, inaugurar, um mundo novo. E sentimos tanta necessidade deste mundo novo, porque verificamos cada vez mais que o mundo antigo, o mundo do pecado, nos oprime, nos causa medo, nos traz várias formas de injustiça; muitas vezes sob o nome da justiça, traz-nos as injustiças.

Por isso, quisemos escolher este domingo, terceiro da Quaresma do ano de 1984, ainda no arco do Ano Santo da Redenção, para o acto de entrega e da consagração do mundo, da grande família humana, de todos os povos, de modo especial daqueles que precisam tanto desta consagração, desta entrega, daqueles povos pelos quais Vós mesma esperais o nosso acto de consagração e de entrega. Tudo isto pudemos fazer segundo as nossas pobres e humanas possibilidades, na dimensão da nossa humana fraqueza. Mas com uma confiança enorme no Vosso materno amor, com uma grande confiança na Vossa materna solicitude.

Nossa Senhora de Fátima, a quem somos tão devotos e tão reconhecidos, também no sentido mais íntimo e pessoal, quisestes visitar-nos neste dia tão importante, aqui em Roma. Como Vos estamos gratos! Como Vos estamos reconhecidos! Que graça nos fizestes coma esta Vossa presença, direi, pessoal! E o nosso reconhecimento dirige-se ao guardião do Vosso santuário em Fátima, o nosso amadíssimo Irmão no episcopado, o Bispo de Leiria-Fátima. Agradecemos-lhe ter-nos trazido a imagem de Nossa Senhora de Fátima. Todos nos sentimos gratos, todos os romanos, sobretudo o Bispo de Roma. Muito agradecemos esta permanência da imagem de Fátima aqui, no nosso ambiente: antes na Capela Paulina do Vaticano, depois na minha Capela particular e na Praça de São Pedro durante a grande celebração, enfim nesta Basílica. Agora, conclui-se nesta Basílica a visita de Nossa Senhora de Fátima que irá, a fim de estar presente também em Roma, para a Catedral do Bispo de Roma, a Basílica de São João de Latrão, e depois, segundo o que sei, também para santuário do Divino Amor. Perdoai-nos, Nossa Senhora, perdoai-nos, Mãe de Jesus, se temos que nos encontrar nesta Roma, em diversos sítios e em diversos lugares. Devemos abrir, queremos ampliar a Vossa presença nos diversos ambientes desta grande cidade e diocese do Papa. Estou grato por tudo e em nome de todos, de modo especial em nome do Cardeal Vigário de Roma, dos meus Irmãos no episcopado, de todos os sacerdotes, de todo o Povo de Deus desta cidade e desta Igreja.

Beijo os Vossos pés por terdes querido dirigir os Vossos passos até nós.

Seja-me permitido, ó Maria, Nossa Senhora de Fátima, conceder ainda na Vossa presença uma Bênção a todos os que aqui se encontram e à Igreja inteira de Roma.

 



© Copyright - Libreria Editrice Vaticana