Index   Back Top Print

[ DE  - EN  - ES  - FR  - IT  - PT ]

VIAGEM APOSTÓLICA DO PAPA JOÃO PAULO II A TORONTO,
À CIDADE DA GUATEMALA E À CIDADE DO MÉXICO
(23 DE JULHO-2 AGOSTO DE 2002)

CERIMÓNIA DE BOAS-VINDAS NA CIDADE DO MÉXICO

DISCURSO DO SANTO PADRE

Aeroporto Internacional de Cidade do México
Terça-feira, 30 de Julho de 2002

 

Senhor Presidente
dos Estados Unidos Mexicanos
Senhor Cardeal Arcebispo da Cidade do México
Queridos Irmãos no Episcopado
Ilustres Autoridades
Membros do Corpo Diplomático
Caríssimos Mexicanos

1. É grande a minha alegria por poder vir pela quinta vez a esta terra hospitaleira, na qual começou o meu apostolado itinerante que, como Sucessor do Apóstolo Pedro, me levou a tantas partes do mundo, aproximando-me assim de muitos homens e mulheres para os confirmar na fé em Jesus Cristo Salvador.

Depois de ter celebrado em Toronto a XVII Jornada Mundial da Juventude, hoje tive a alegria de juntar ao número dos santos um admirável evangelizador deste Continente: Irmão Pedro de São José de Betancur. Amanhã, com grande alegria, vou proceder à canonização de Juan Diego e, no dia seguinte, à beatificação de outros dois vossos compatriotas: João Baptista e Jacinto dos Anjos que, desta forma, se juntam aos maravilhosos exemplos de santidade nestas amadas terras americanas, onde a mensagem cristã foi aceite com o coração aberto, impregnou as culturas e deu abundantes frutos.

2. Agradeço as amáveis palavras de boas-vindas que, em nome de todos os mexicanos, me dirigiu o Senhor Presidente da República. Desejo corresponder-lhe renovando mais uma vez os meus sentimentos de afecto e de estima por este povo, rico de história e de culturas ancestrais, e encorajando todos a empenhar-se na construção de uma Pátria sempre renovada e em constante progresso. Saúdo com afecto os Senhores Cardeais e os Bispos, os queridos Sacerdotes, Religiosos e Religiosas, todos os fiéis que, dia após dia, se esforçam na prática da fé cristã e que, com a sua vida, realizam a frase que é esperança e programa para o futuro: "México sempre fiel".

Envio daqui uma saudação afectuosa também aos jovens reunidos para a vigília de oração na Praça do Zócalo da Catedral Primacial, e digo-lhes que o Papa conta com eles e pede-lhes que sejam verdadeiros amigos de Jesus e testemunhas do seu Evangelho.

3. Caríssimos mexicanos: obrigado pela vossa hospitalidade, pelo vosso afecto constante, pela vossa fidelidade à Igreja. Neste caminho, continuai a ser fiéis, amparados pelos maravilhosos exemplos de santidade que surgiram nesta nobre Nação. Sede santos! Recordando quanto já vos disse na Basílica de Guadalupe em 1990, servi a Deus, a Igreja e a Nação, assumindo cada um a responsabilidade de transmitir a mensagem evangélica e dar testemunho de uma fé viva e operante na sociedade.

Abençoo de coração cada um de vós, fazendo-o com a mesma expressão com que os vossos antepassados se dirigiam às pessoas mais queridas: "Deus vos faça como Juan Diego"!
México, sempre fiel!

 



© Copyright - Libreria Editrice Vaticana