Index   Back Top Print


PEREGRINAÇÃO DO PAPA JOÃO PAULO II
 AO SANTUÁRIO DE  LOURDES

POR OCASIÃO DO 150º ANIVERSÁRIO DA PROMULGAÇÃO
DO DOGMA DA IMACULADA CONCEIÇÃO

PALAVRAS DO SANTO PADRE
NA INTRODUÇÃO À RECITAÇÃO DO ROSÁRIO

Lourdes, 14 de Agosto de 2004

 

Queridos Irmãos e Irmãs

1. Ajoelhando-me aqui, junto da gruta de Massabielle, sinto com emoção ter chegado ao fim da minha peregrinação. Esta gruta, onde apareceu Maria, é o coração de Lourdes. Ela faz pensar na gruta do monte Horeb onde Elias encontra o Senhor que lhe fala no "sopro de uma brisa leve" (1 Rs 19, 12).

Aqui, a Virgem convida Bernadete a recitar o Rosário desfiando ela mesma as contas. Esta gruta tornou-se, assim, a sede de uma admirável escola de oração, onde Maria ensina a todos a contemplar com um fervoroso amor o rosto de Cristo.

Eis porque Lourdes é o lugar onde os fiéisdaFrançaedeoutrasnações da Europa e de todo o mundo rezam, de joelhos.

2. Peregrinos a Lourdes, queremos também nós, esta tarde, rezando com a Virgem, percorrer novamente os "mistérios" através dos quais Jesus se manifesta "como luz do mundo". Lembremo-nos da sua promessa: "Aquele que me segue não andará nas trevas mas terá a luz da vida" (Jo 8, 12).

Da humilde serva do Senhor, queremos aprender a disponibilidade dócil para a escuta e o comprometimento generoso para acolher, na nossa vida, o ensinamento de Cristo.

Particularmente, meditando a participação da Mãe do Senhor na missão redentora do seu Filho, convido-vos a rezar pelas vocações para o sacerdócio e para a virgindade pelo Reino de Deus para que estes que são chamados saibam responder com disponibilidade e perseverança.

3. Olhando para a Santíssima Virgem Maria, digamos com Bernadete: "Minha boa Mãe, tende piedade de mim; eu me entrego inteiramente a vós para que me entregueis ao vosso querido Filho a quem eu quero amar de todo o meu coração. Minha boa Mãe, dai-me um coração fervoroso por Jesus".

 


ORAÇÃO FINAL DIANTE
DA BASÍLICA DO ROSÁRIO DE LOURDES

 

Ave Maria,
Mulher pobre e humilde,
abençoada do Altíssimo!

Virgem da esperança,
profecia dos novos tempos,
nós nos associamos
ao teu hino de louvor
para celebrar
as misericórdias
do Senhor,
para anunciar
a vinda do Reino
e a libertação
integral do homem.

Ave Maria,
humilde serva do Senhor,
gloriosa Mãe de Cristo!
Virgem fiel,
santa morada do Verbo,
ensina-nos a perseverar
na escuta da Palavra,
a ser dóceis à voz do Espírito,
atentos aos seus apelos
na intimidade da nossa consciência
e às suas manifestações
nos acontecimentos da história.

Ave Maria,
Mulher da dor, Mãe dos viventes!

Virgem esposa junto da cruz,
nova Eva, sê nossa guia
pelos caminhos do mundo,
ensina-nos a viver e a propagar
o amor de Cristo,
ensina-nos a permanecer contigo,
junto das numerosas cruzes
nas quais teu Filho
ainda é crucificado.

Ave Maria,
Mulher de fé,
primeira entre os discípulos!

Virgem, Mãe da Igreja,
ajuda-nos a dizer sempre a razão
da esperança que nos anima,
tendo confiança na bondade
do homem e no amor do Pai.

Ensina-nos a construir o mundo
a partir do interior: na profundidade
do silêncio e da oração,
da alegria do amor fraterno,
na fecundidade insubstituível
da Cruz.

Santa Maria, mãe dos crentes,
Nossa Senhora de Lourdes,
intercede por nós.

Amém.

 



© Copyright - Libreria Editrice Vaticana