Index   Back Top Print

[ ES  - IT  - PT ]

PAPA PAULO VI

ANGELUS

Domingo, 31 Maio de 1970

 

A imitação dos santos na vida do cristão

Também hoje a Igreja possui um novo Santo, São Juan de Ávila. Um Santo espanhol do século XVI, grande pregador, escritor, promotor da Reforma da Igreja no tempo do Concílio de Trento e grande mestre de vida espiritual. Entre os seus livros há um que, ainda hoje, deveria ser conhecido, também na Itália, especialmente pelas almas religiosas, e cujo título é: Audi, filia (ouve, ó filha).

Esta canonização faz-Nos pensar no património de homens eleitos que a Igreja conserva e que, no decurso dos séculos, vai sempre aumentando; não é só um património de memórias dignas de serem recordadas pelos historiadores e pelos conterrâneos; e é já uma coisa singular e admirável; não é só uma tradição do passado, outra coisa preciosa que o tempo não consegue anular, mas é o património vivo, de personalidades de primeira categoria, que ainda, ou melhor, mais do que nunca, estão connosco depois de lhes ser reconhecida a santidade, que os inscreve naquela comunhão dos Santos, que é a Igreja; a Igreja celeste que, especialmente, em Cristo e por meio do Espírito Santo, comunica também connosco, ainda membros da Igreja terrestre e peregrina neste tempo e neste mundo.

Se existe esta comunhão dos Santos — e existe! — não faríamos bem em nos aproveitarmos mais dela do que hoje fazemos? Devemos conhecer estes Santos, prestar-lhes homenagem, invocá-los e, sobretudo, imitá-los.

Eles ajudar-nos-ão a julgar bem a humanidade e a viver bem a vida cristã. Sem que talvez o reconheçamos, o facto é que nos deixamos impressionar pelas figuras dos homens singulares, pelas figuras dos artistas, como por exemplo dos desportistas, dos heróis e dos potentes; e é justo, é um fenómeno da convivência humana; é um mimetismo ao qual, mais ou menos, não se foge. Se conhecêssemos melhor os Santos, poderia ser que também nos tornássemos melhores, mais fiéis, mais cristãos e, não seria isso tão bom?

Procuremos compreender a Igreja que honra a Cristo, honrando os seus melhores seguidores, e demos também nós algum passo para entrar neste caminho.

Maria está à frente e convida-nos.

 

 



© Copyright - Libreria Editrice Vaticana