Index   Back Top Print

[ DE  - EN  - FR  - IT  - PT ]

DISCURSO DO PAPA BENTO XVI
À DELEGAÇÃO OFICAIL DA EX-REPÚBLICA
 JUGOSLAVA DA MACEDÓNIA PARA A FESTA
DOS SANTOS CIRILO E METÓDIO

 Segunda-feira, 23 de Maio de 2011


Senhor Presidente
Ilustres Membros do Governo e Distintas Autoridades
Venerados Irmãos Representantes da Igreja ortodoxa
e da Igreja católica

Estou particularmente feliz por vos receber e dirigir a cada um a minha cordial saudação, de modo especial ao Senhor Presidente da ex-República Jugoslava da Macedónia. A festa dos Santos Cirilo e Metódio é para todos nós um motivo de alegria. Estes Santos irmãos enviados aos povos eslavos anunciaram o Evangelho no meio de numerosas dificuldades, mas sempre sustentados por uma confiança inabalável no Senhor. Eles foram animados pela paixão de fazer conhecer o Evangelho de Cristo e, por este motivo, prodigalizaram-se para anunciar a doutrina cristã, reunindo-a em livros escritos em língua eslava. Sem dúvida, tratou-se de um acontecimento decisivo para o crescimento e o desenvolvimento da civilização e da cultura eslava em geral. O testemunho e o ensinamento dos Santos Cirilo e Metódio ainda são actuais, quer para aqueles que estão ao serviço do Evangelho, quer para quantos são chamados a governar o destino das Nações.

A vida destes homens foi totalmente dedicada à obra apostólica, e a intuição divina de tornar compreensível e acessível a mensagem da Revelação às populações foi motivo de unidade para diferentes tradições e culturas. Na aceitação do desígnio salvífico de Deus, os povos podem encontrar os fundamentos sobre os quais edificar uma civilização e uma sociedade impregnadas pelo espírito de reconciliação e de convivência pacífica. Não pode existir uma unidade real, sem o respeito pela dignidade de cada pessoa humana e dos seus direitos inalienáveis. Como tinham compreendido perfeitamente os Santos Cirilo e Metódio, o Evangelho de Cristo é capaz de iluminar todos os âmbitos e dimensões da experiência do homem, para a tornar plenamente humana. A Palavra de Deus chama de modo contínuo à conversão do coração, para que cada decisão e escolha sejam purificadas dos interesses egoístas; e é precisamente a partir desta conversão permanente a Deus que será possível fazer nascer uma humanidade renovada.

A vossa peregrinação anual a Roma seja uma ocasião para renovar os vínculos de amizade entre a vossa Nação e a Igreja católica e, ao mesmo tempo, para refortalecer e promover o compromisso pelo bem do vosso país. Invoquemos a intercessão dos Santos Cirilo e Metódio, a fim de que o Senhor possa conceder a sua paz e abençoar as populações da ex-República Jugoslava da Macedónia!

 



© Copyright - Libreria Editrice Vaticana