Index   Back Top Print

[ EN  - ES  - FR  - IT  - PT ]

PALAVRAS DO PAPA BENTO XVI
 NO FINAL DO ALMOÇO OFERECIDO
 AO COLÉGIO CARDINALÍCIO

Sala Ducal
Segunda-feira, 21 de Maio de 2012

  

Eminências
Amados Irmão
s

Neste momento, a minha palavra só pode ser de agradecimento. Antes de tudo, acção de graças ao Senhor pelos muitos anos que me concedeu: anos com numerosos dias de alegria, momentos maravilhosos, mas também com noites obscuras. Mas em retrospectiva compreende-se que as noites também eram necessárias e boas, motivo de acção de graças.

Hoje, a expressão Ecclesia militans está um pouco fora de moda, mas na realidade podemos compreender cada vez melhor que é verdadeira, contém em si mesma a verdade. Vemos como o mal quer dominar no mundo e que é necessário travar uma luta contra o mal. Vemos como o faz de muitos modos cruentos, com diversas formas de violência, mas também com a máscara do bem e, precisamente assim, destruindo os fundamentos morais da sociedade.

S. Agostinho disse que toda a história é uma luta entre dois amores: amor-próprio até ao desprezo de Deus; e amor a Deus até ao desprezo de si mesmo, no martírio. Nós vivemos esta luta, e nesta luta é muito importante ter amigos. E no que me diz respeito, estou circundado pelos amigos do Colégio cardinalício: são os meus amigos e sinto-me em casa, sinto-me seguro nesta companhia de grandes amigos, que estão comigo e, todos juntos, com o Senhor.

Obrigado por esta amizade! Obrigado, Eminência, por tudo aquilo que fez para este momento, hoje, e por tudo o que faz sempre. Obrigado a vós pela comunhão das alegrias e das dores. Vamos em frente, o Senhor disse: coragem, Eu venci o mundo. Estamos no clube do Senhor, portanto no clube vitorioso. Obrigado a todos vós! O Senhor abençoe todos vós. E brindemos!

 

  



© Copyright - Libreria Editrice Vaticana