Index   Back Top Print

[ AR  - DE  - EN  - ES  - FR  - HR  - IT  - PT ]

SOLENIDADE DOS SANTOS PEDRO E PAULO

PAPA FRANCISCO

ANGELUS

Praça São Pedro
Quarta-feira, 29 de Junho de 2016

[Multimídia]


 

Bom dia, estimados irmãos e irmãs!

Hoje celebramos a festa dos santos Apóstolos Pedro e Paulo, louvando a Deus pela sua pregação e pelo seu testemunho. É sobre a fé destes dois Apóstolos que se fundamenta a Igreja de Roma, que desde sempre os venera como padroeiros. No entanto, é toda a Igreja universal que olha para eles com admiração, considerando-os duas colunas e duas grandes luzes que resplandecem não apenas no céu de Roma, mas também no coração dos fiéis do Oriente e do Ocidente.

Na narração da missão dos Apóstolos, o Evangelho diz-nos que Jesus os enviou dois a dois (cf. Mt 10, 1; Lc 10, 1). Num certo sentido, também Pedro e Paulo, da Terra Santa, foram enviados até Roma para anunciar o Evangelho.

Eram dois homens muito diferentes um do outro: Pedro, um «humilde pescador», e Paulo, «mestre e doutor», como reza a liturgia de hoje. Mas se aqui em Roma nós conhecemos Jesus, e se a fé cristã constitui uma parte viva e fundamental da riqueza espiritual e da cultura deste território, isto deve-se à intrepidez apostólica destes dois filhos do Próximo Oriente. Por amor a Cristo, eles deixaram a sua pátria e, desdenhando as dificuldades da longa viagem e dos riscos e das desconfianças que teriam encontrado, chegaram a Roma. Aqui tornaram-se anunciadores e testemunhas do Evangelho no meio do povo, selando com o martírio a sua missão de fé e de caridade.

Hoje Pedro e Paulo voltam idealmente entre nós, repercorrem as ruas desta Cidade e batem à porta das nossas casas, mas sobretudo dos nossos corações. Querem trazer mais uma vez Jesus, o seu amor misericordioso, a sua consolação e a sua paz. Temos muita necessidade disto! Acolhamos a sua mensagem! Valorizemos o seu testemunho! A fé simples e firme de Pedro, o coração grande e universal de Paulo ajudar-nos-ão a ser cristãos jubilosos, fiéis ao Evangelho e abertos ao encontro com todos.

Durante a Santa Missa na Basílica de São Pedro, hoje de manhã, benzi os Pálios dos Arcebispos Metropolitanos nomeados durante este último ano, provenientes de vários países. Renovo a minha saudação e os meus bons votos, tanto a eles como aos seus familiares e a quantos os acompanharam nesta peregrinação; e encorajo-os a prosseguir com alegria a sua missão ao serviço do Evangelho, em comunhão com a Igreja inteira e de maneira especial com a Sé de Pedro, como expressa exatamente o sinal do Pálio. Nessa mesma celebração recebi com alegria e afeto os Membros da Delegação que veio a Roma em nome do Patriarca Ecuménico, o amado irmão Bartolomeu. Inclusive esta presença constitui um sinal dos laços fraternos que existem entre as nossas Igrejas. Oremos a fim de que se revigorem cada vez mais os vínculos de comunhão e o testemunho conjunto.

À Virgem Maria, Salus populi romani, confiemos hoje o mundo inteiro, em particular esta Cidade de Roma, para que possa encontrar sempre nos valores espirituais e morais que a enriquecem, o fundamento da sua vida social e da sua missão na Itália, na Europa e no mundo inteiro.


Depois do Angelus

Ontem à noite, em Istambul, foi perpetrado um cruel ataque terrorista, que matou e feriu numerosas pessoas. Rezemos pelas vítimas, pelos familiares e pelo amado povo turco. O Senhor converta o coração dos violentos, sustentando os nossos passos no caminho da paz. Oremos todos em silêncio...

[Um momento de silêncio]

Ave Maria...

Concluiu-se em Roma a Conferência internacional sobre os investimentos responsáveis de impacto social, intitulada: «Fazer do Ano da Misericórdia um ano de impacto para os pobres». Possam os investimentos particulares, juntamente com os públicos, favorecer a superação da pobreza de tantas pessoas marginalizadas!

Dirijo uma cordial saudação a todos vós, famílias, grupos paroquiais, associações e fiéis individualmente, provenientes tanto da Itália como de muitas partes do mundo, de modo especial da Espanha, da Ucrânia e da China. Saúdo os estudantes das escolas católicas de Londres e dos Estados Unidos da América, bem como as Religiosas da Usmi da Lombardia.

Hoje transmito a minha saudação acima de tudo aos fiéis de Roma, na festividade dos santos Pedro e Paulo, Padroeiros da Cidade! Em vista desta celebração, a «Pro Loco» de Roma promoveu a tradicional «Infiorata», realizada por diversos artistas e pelos voluntários do Serviço civil. Obrigado por esta iniciativa e pelas lindas representações florais! Desejo recordar também o espetáculo pirotécnico que terá lugar hoje à noite, na Praça do Povo, e cuja angariação será destinada a favor das obras de caridade na Terra Santa e nos países do Médio Oriente.

A todos vós desejo uma boa festa dos Padroeiros de Roma. E, por favor, não vos esqueçais de rezar por mim. Bom almoço e até à vista!

 



© Copyright - Libreria Editrice Vaticana