Index   Back Top Print


CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA
NO INSTITUTO MISSIONÁRIO INTERNACIONAL
 DE CATEQUESE «MATER ECCLESIAE»

HOMILIA DO PAPA JOÃO PAULO II

Castel Gandolfo, 12 de Setembro de 1980

 

Sinto-me particularmente feliz ao celebrar esta manhã a Santa Missa convosco, caríssimos Catequistas. Sei que estais subdivididos em três grupos: encontram-se entre vós os hóspedes da Propaganda Fide, provenientes de diversos Países do mundo; há depois o grupo de mais perto, isto é o da Paróquia de Castel Gandolfo; e também o grupo da arquidiocese de Florença.

Filhos dilectíssimos, deveis saber que a Igreja e, de modo particular, o Papa esperam muito de vós. De facto, estais inseridos na estrutura portadora da evangelização, que é o primeiro e fundamental factor para tornar Jesus Cristo conhecido ao mundo. Ouvimos São Paulo, na primeira leitura, exclamar: «Ai de mim se não evangelizar» (1 Cor. 9, 16). 0 anúncio oral é o meio essencial da missão cristã, e é ainda o Apóstolo que nos recorda um princípio primeiro do cristianismo: «A fé vem da pregação » (Rom. 10, 7). Mas «como hão-de acreditar n'Aquele que não ouviram? E como ouvirão se ninguém lhes prega?» (Rom. 10.14). Daqui se avalia todo o alcance e a importância do vosso dever. É um dever de que a Igreja não pode eximir-se, porque dele depende não só a maturidade, mas também a própria identidade cristã. Com efeito, como escrevia na Exortação Apostólica Catechesi Tradendae, este «visa o duplo objectivo de fazer amadurecer a fé inicial e de educar o verdadeiro discípulo de Cristo, mediante um conhecimento mais aprofundado e mais sistemático da Pessoa e da mensagem de Nosso Senhor Jesus Cristo» (n. 19).

Estou certo, de que se trata de coisas já muito conhecidas por vós. A minha palavra, então, serve de paterno encorajamento a um zeloso e inteligente desenvolvimento da vossa preciosíssima actividade. Cultivai primeiramente em vós e vivei aquela fé, cujo conteúdo transmitis aos outros; e também tende sempre um enraizado e responsável sentido de pertença eclesial.

Esta Missa, que estamos a celebrar, seja ocasião propícia para pedir ao Senhor as suas graças copiosas e fecundas. Seja Ele a iluminar-vos, dirijir-vos e sustentar-vos. E que também vos conceda a verdadeira recompensa, prometida a quem se faz fiel ministro da Palavra. Assim Seja!

 

© Copyright 1980 - Libreria Editrice Vaticana

 



© Copyright - Libreria Editrice Vaticana