Index   Back Top Print

[ PT ]

PEREGRINAÇÃO DO SANTO PADRE
AO SANTUÁRIO DE NOSSA SENHORA DE FÁTIMA
(13 DE MAIO DE 1967)

DISCURSO DO PAPA PAULO VI
AOS MEMBROS DO EPISCOPADO PORTUGUÊS

Sábado, 13 de Maio de 1967

Senhor Cardeal Legado,
Senhor Cardeal Patriarca de Lisboa,
Senhores Bispos de Portugal continental,
insular e ultramarino,

Nesta Nossa brevíssima estada em terra portuguesa, não podemos deixar de dirigir uma palavra de especial e afectuosa saudação aos membros todos do Episcopado português, aqui reunido.

Desejamos, em primeiro lugar, agradecer o vosso amável e, ao mesmo tempo, irrecusável convite a que tomássemos parte, pessoalmente, em Fátima, nestas solenes celebrações.

Cá estamos, com a alma a vibrar de júbilo e de emoção. Somos também um peregrino de Fátima. Viemos de Roma para elevar, na Cova da Iria, a Nossa ardente súplica pela paz da Igreja e do mundo.

Queremos, em segundo lugar, manifestar sinceramente o Nosso reconhecimento pela obra de fecundo apostolado que estais a realizar nas vossas dioceses e também encorajar a vossa solicitude pastoral a traduzir em termos, de vida a doutrina inculcada pelo recente Concilio Ecuménico para que, segundo as suas sábias directrizes, a renovação espiritual, que todos nós almejamos, se faça sentir abundante neste abençoado País que se orgulha do nome de «Nação fidelíssima» e de «Terra de Santa Maria».

É com profunda alegria que, neste momento e neste lugar bendito, abrimos o Nosso coração nesta confidência para assegurar-vos que estamos ao vosso lado, com a Nossa solicitude de Pastor universal e com o Nosso amor de Pai comum, em tudo aquilo que empreendeis, em união connosco, para o bem espiritual do povo que vos foi confiado e de toda a Igreja de Deus.

Ajude-vos sempre, com a sua inefável protecção, Aquela cujas glórias estamos juntos a celebrar e cuja dulcíssimo nome trazemos com amor nos lábios e nos corações.

Nossa Senhora de Fátima, rogai por nós.

 



© Copyright - Libreria Editrice Vaticana