Index   Back Top Print


MENSAGEM ÁUDIO DO PAPA FRANCISCO
 AOS SÓCIOS DA UNIÃO ITALIANA DE CEGOS
E A TODOS OS DEFICIENTES VISUAIS

 

Queridos amigos

Saúdo-vos com afecto. Sei que estais reunidos em Tirrenia para um período de férias, e que alguns de vós gostariam de vir a Roma. Graças à técnica moderna, eu posso vir até vós! Agradeço-vos a estima, o afecto e, sobretudo, as orações.

O Evangelho diz-nos que Jesus dedicou uma atenção particular aos cegos. Curou muitos deles, juntamente com numerosos outros doentes. Mas a cura da pessoa que não vê tem um significado simbólico particular: representa o dom da fé. É um sinal que diz respeito a todos, porque todos nós temos necessidade da luz da fé para caminhar na estrada da vida. Por isso o Baptismo, que é o primeiro Sacramento da fé, antigamente era chamado também «iluminação».

Peço ao Senhor que renove em cada um de vós o dom da fé, para que no vosso espírito haja sempre a luz de Deus, a luz do amor, que dá sentido à nossa vida, que a ilumina, nos dá esperança e nos faz ser bons e disponíveis aos nossos irmãos.

Desejo todo o bem para a vossa associação, a Unione Italiana dei Ciechi e degli Ipovedenti. Promovei sempre a cultura do encontro, da solidariedade, do acolhimento das pessoas com deficiências, não só pedindo as providências justas, mas favorecendo a sua participação activa na vida da sociedade.

Confio-vos à protecção de Maria Santíssima, nossa Mãe. Peço-vos que rezeis por mim e pelo meu serviço à Igreja, enquanto vos abençoo de coração, juntamente com os vossos entes queridos.

 

 


© Copyright - Libreria Editrice Vaticana