Index   Back Top Print


DISCURSO DO SANTO PADRE NA DESPEDIDA DO
PALÁCIO PONTIFÍCIO DE CASTELGANDOLFO

29 de Setembro de 2001

 

 

Ilustre Senhor Presidente da Câmara
Distintos Membros da Junta
e do Conselho Comunal de Castelgandolfo

Como já é costume, este encontro encerra a minha permanência estival em Castelgandolfo, onde pude, graças a Deus, repousar e recuperar as energias físicas para retomar a actividade ordinária no Vaticano.

Obrigado pela vossa proximidade espiritual e por tudo o que fizestes por mim e pelos meus colaboradores durante estes meses. Obrigado a si, Senhor Presidente da Câmara, pelas suas palavras tão simples e significativas e pelos sentimentos que me manifestou em nome de todos. Por meio de vós, caros Administradores públicos, agradeço e saúdo toda a população sempre tão hospitaleira e generosa. Castelgandolfo, também neste Verão, abriu as suas portas a muitos peregrinos e visitantes vindos para encontrar o Papa e rezar com Ele. Obrigado de todo o coração.

Ao despedir-me de vós, quero fazer chegar a todos os que aqui residem a minha saudação muito cordial. Dirijo um pensamento especial para as pessoas idosas e doentes, aos quais confirmo, com afecto, a minha solidariedade. Como referiu há pouco o Senhor Presidente da Câmara, não podemos deixar de recordar também as vítimas do grave ataque terrorista que, recentemente, perturbou a América e o mundo. Não cesso de rezar e de invocar para os defuntos  a  misericórdia  do  Senhor,  força  e  conforto  para  os  sobreviventes e o dom precioso da paz para toda a humanidade.

Volto agora ao Vaticano, mas asseguro-vos que continuareis presentes nas minhas orações, porque Castelgandolfo e seus habitantes ocupam um lugar importante no coração do Papa. O Senhor vos assista constantemente e proteja-vos a sua Mãe, Maria Santíssima.

Com tais sentimentos, concedo-vos a vós aqui presentes e a quantos representais, uma especial Bênção.

 

 



© Copyright - Libreria Editrice Vaticana