Index   Back Top Print

[ EN  - ES  - FR  - IT  - PT ]

MENSAGEM DO PAPA FRANCISCO
AOS PARTICIPANTES NO CONGRESSO NACIONAL DOS JOVENS
ORGANIZADO PELA CONFERÊNCIA EPISCOPAL ITALIANA
[24-26 DE OUTUBRO DE 2014, SALERNO]

 

Amados jovens!

Saúdo-vos cordialmente, por ocasião do Congresso nacional, organizado pela Conferência episcopal italiana em Salerno, sobre o tema: «Na precariedade, a esperança». A finalidade destes dias de reflexão consiste em oferecer perspectivas de esperança, de maneira especial às jovens gerações, numa época marcada por incertezas, confusão e grandes transformações.

Nas visitas realizadas na Itália, assim como durante os encontros com as pessoas, pude tocar com a mão a situação de numerosos jovens desempregados, que recebem subsídio de desemprego ou são precários. No entanto, não se trata de um problema ligado unicamente à economia, mas é uma questão de dignidade. Onde não há trabalho falta a dignidade, a experiência da dignidade de levar o pão para casa! Infelizmente, na Itália são numerosíssimos os jovens desempregados.

Trabalhar quer dizer poder programar o próprio futuro, decidir formar uma família! Verdadeiramente, tem-se a sensação de que o momento que hoje vivemos representa «a paixão dos jovens». É forte a «cultura do descartável»: é descartado tudo o que não serve para o lucro. Descartam-se os jovens, porque desempregados. Mas assim descarta-se o porvir de um povo, porque os jovens representam o futuro de um povo. Quanto a nós, temos o dever de dizer «não» a esta «cultura do descartável».

Nisto consiste a «precariedade». Contudo, existe também outra palavra: esperança! Na precariedade, a esperança. Como fazer para não permitir que seja roubada a esperança nas «areias movediças» da precariedade? Com a força do Evangelho. O Evangelho é manancial de esperança, porque deriva de Deus, porque vem de Jesus Cristo, que se fez solidário para com todas as nossas precariedades.

Vós sois jovens que pertenceis à Igreja, e por isso tendes o dom e a responsabilidade de aplicar a força do Evangelho nesta situação social e cultural.

E o que faz o Evangelho? O Evangelho gera a atenção ao próximo, a cultura do encontro, a solidariedade. Deste modo, com a força do Evangelho sereis testemunhas de esperança na precariedade.

O Senhor abençoe os trabalhos deste Congresso. Peço-vos que oreis por mim. E também eu rezarei por vós!

Vaticano, 16 de Outubro de 2014.

Francisco

 



© Copyright - Libreria Editrice Vaticana