Index   Back Top Print

[ EN  - ES  - FR  - PT ]

 

DISCURSO DO PAPA JOÃO PAULO II
AO SENHOR AHMED DIRIA HASSAN, NOVO EMBAIXADOR DA TANZÂNIA
JUNTO DA SANTA SÉ POR OCASIÃO
 DA APRESENTAÇÃO DAS CARTAS CREDENCIAIS

17 de Novembro de 1983

 

Senhor Embaixador

É com prazer que apresento a Vossa Excelência as minhas cordiais saudações de boas vindas ao receber as Cartas que o acreditam como Embaixador Extraordinário e Plenipotenciário da República Unida da Tanzânia. E sinto-me honrado ao receber por seu intermédio as saudações de Sua Excelência o Presidente Nyerere, as quais de boa vontade retribuo.

As palavras da sua alocução levam-me a reafirmar mais uma vez a preocupação constante da Igreja Católica em proclamar, por palavras e por obras, a mensagem de verdade e liberdade, de justiça e de paz, que lhe foi confiada pelo seu Divino Fundador. O seu serviço em favor da humanidade é complementar da acção dos Governos que trabalham para assegurar o bem comum. A Igreja procura promover o progresso moral e espiritual a todos os níveis da sociedade, de modo a que cada pessoa possa viver plenamente com aquela dignidade humana de que Deus Todo Poderoso é autor. A Igreja dá assim testemunho do verdadeiro significado da existência e, ao fazê-lo, procura promover a justiça, a reconciliação e a paz entre todos os povos.

Neste contexto, aprecio profundamente quanto Vossa Excelência afirmou acerca da decisão do seu país de prosseguir objectivos de paz, justiça e liberdade, tanto ao nível nacional como ao nível internacional. Mantenho a convicção de que a paz é possível precisamente porque todos os homens, mulheres e crianças compartilham uma herança comum, como filhos ou filhas do mesmo Pai celeste, que criou o mundo e orienta o seu destino. Cada nação, cada raça e cada povo sobre a terra têm uma história comum, e prosseguem o mesmo objectivo de felicidade.

Todos os que hoje aspiram a ser promotores da paz, devem aceitar o desafio de favorecer atitudes que prefiram a paz à violência, e que fomentem o respeito pela dignidade espiritual de cada indivíduo.

Ao assumir as suas responsabilidades, Vossa Excelência terá uma oportunidade única para promover a harmonia, a paz e a compreensão entre as nações. O seu especial encargo será o de fomentar as relações de amizade e de cooperação que já existem entre a Tanzânia e a Santa Sé. No desempenho desta tarefa, pode contar com as minhas orações pelo sucesso da sua missão. Que Deus o abençoe e ao seu trabalho.

 



© Copyright - Libreria Editrice Vaticana